15.5 C
Brasília
Home Brasil Sergio Moro ressalta que não acusou Bolsonaro de ter cometido crimes

Sergio Moro ressalta que não acusou Bolsonaro de ter cometido crimes

No depoimento que prestou na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba no sábado (2), o ex-ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) em pelo menos duas ocasiões aliviou a carga das acusações contra o presidente Jair Bolsonaro e explicou que apenas se tratava de interferência política, mas que não acusou Bolsonaro te ter cometido qualquer delito.

Ele disse aos investigadores da PF e da Procuradoria-Geral da República (PGR) que não acusou Bolsonaro de um crime e que esse juízo caberá às “instituições competentes”. Para Moro, o relato que ele fez no último dia 24 sobre as pressões de Bolsonaro, quando pediu demissão do cargo, foi uma narrativa de interferência política — que ele confirmou e repetiu aos investigadores no seu depoimento. Assim, ele evitou acusar o presidente de ter cometido algum crime.

O ex-ministro e ex-juiz da Lava Jato também está sendo investigado no inquérito por possível crime de denunciação caluniosa. Moro declarou que isso foi uma medida intimidatória.

“Entendi que a requisição de abertura desse inquérito que me aponta como possível responsável por calúnia e denunciação caluniosa foi intimidatória. Dito isso, quero afirmar que estou à disposição das autoridades.”, afirmou.

Informações República de Curitiba

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -publicidade

Most Popular