27.5 C
Brasília
Home Goiás e Entorno Governo de Goiás e OVG apoiam refugiados venezuelanos em situação de vulnerabilidade

Governo de Goiás e OVG apoiam refugiados venezuelanos em situação de vulnerabilidade

Em parceria com Secretaria de Desenvolvimento Social, Restaurante do Bem entrega, diariamente, 150 marmitas e Banco de Alimentos doa mais de 300 quilos de frutas, verduras e legumes por mês a famílias migrantes

O Governo do Estado, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), realiza, desde o ano passado, um trabalho que garante segurança alimentar e dignidade a venezuelanos em situação de vulnerabilidade social em Goiânia. É uma união de esforços e apoio a quem deixou sua terra-natal em busca de melhores condições de vida.

Nesta quarta-feira (26/05), o ministro conselheiro da Embaixada da República Bolivariana da Venezuela, Tomás Silva, acompanhou a entrega das 150 marmitas que o Governo de Goiás faz, diariamente, para famílias de migrantes da Venezuela. O representante do país esteve acompanhado do diretor Administrativo e Financeiro da OVG, Thomas Marcelo e Silva, que representou a diretora-geral da OVG, Adryanna Caiado, e a primeira-dama do Estado, Gracinha Caiado.

A ação de amparo às famílias que tiveram que deixar suas comunidades já serviu, desde novembro do ano passado, 19 mil marmitas, alimentando idosos, adultos, inclusive gestantes, e cerca de 70 crianças. As refeições são preparadas na unidade de Campinas do Restaurante do Bem da OVG e distribuídas por equipes da Seds, que acompanham a situação dos venezuelanos na capital.

As visitas feitas pelo ministro conselheiro da Embaixada da República Boliviana da Venezuela dão prosseguimento ao encontro realizado na manhã da última terça-feira (25/05), no Palácio das Esmeraldas, entre o governador Ronaldo Caiado e a embaixadora daquele país, Maria Teresa Belandria, que recebeu informações de como Goiás tem acolhido as famílias que deixaram a Venezuela.

Além das 150 marmitas diárias, 10 famílias de venezuelanas recebem, mensalmente, desde maio do ano passado, cerca de 300 quilos de frutas, verduras e legumes do Banco de Alimentos da OVG. A organização também já destinou mais de 140 cobertores, peças de roupas, enxovais para bebê e brinquedos aos refugiados.

Humanidade e dignidade

“Ficamos felizes de ver que o governo de Goiás trata nosso povo como seres humanos e com dignidade”, destacou Tomás Silva, ministro conselheiro da Embaixada da República Bolivariana da Venezuela, durante a visita desta quarta-feira.

Há dois anos no Brasil, sendo um em Goiânia, o venezuelano Cadurim Antônio Paredes se diz grato pelas marmitas que recebe e que têm garantido a alimentação do seu filho, ainda criança. “Sou muito agradecido. Me sinto muito melhor aqui do que no meu país”, explicou Paredes.

“Sabemos que essa pandemia atingiu a todos, mas aquelas pessoas em situação de vulnerabilidade com muito maior intensidade. O papel do Governo é justamente oferecer apoio para quem precisa nesse momento tão difícil. Não interessa se não são de Goiás ou mesmo do Brasil, estamos aqui para garantir que essas famílias tenham dignidade”, afirmou Gracinha Caiado.

Ajuda

Além da ajuda oferecida aos refugiados venezuelanos, o Governo de Goiás, via OVG, também doa, diariamente, 200 marmitas para pessoas em situação de rua em Goiânia e Luziânia. A ação é realizada em parceria com as prefeituras municipais. Entre março de 2020 e abril de 2021, a quantidade de marmitex entregues a essas pessoas e aos refugiados venezuelanos soma 69 mil refeições.

O diretor Administrativo e Financeiro da OVG, Thomas Marcelo e Silva, que acompanhou as visitas, destacou que o pedido do governador Ronaldo Caiado é que a organização trabalhe de forma a garantir alimentação para quem mais precisa. “Além das refeições e benefícios já entregues, temos garantido, também, o acompanhamento socioassistencial deles. Esse é um trabalho inédito em nosso Estado”, acrescentou.

O secretário de Desenvolvimento Social, Wellingtom Matos, ressalta que o Governo de Goiás prioriza o cuidado com a população, “o acolhimento”. “E a segurança alimentar é item primordial desta política. A distribuição das refeições integra um conjunto de ações de acompanhamento dos venezuelanos, que terão sempre respaldo e atenção da Secretaria de Desenvolvimento Social.”

Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) – Governo de Goiás

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -publicidade

Most Popular