26.5 C
Brasília
Home Manchete Robótica para o jovem socioeducando de Santa Maria  – Agência Brasília

Robótica para o jovem socioeducando de Santa Maria  – Agência Brasília

Para ampliar o acesso dos socioeducandos às ferramentas de tecnologias da informação, comunicação e desenvolvimento de soluções digitais, a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) inaugurou, nesta quinta-feira (1º), o Laboratório de Robótica da Unidade de Internação Socioeducativa de Santa Maria (UISM), sendo considerado o primeiro do país neste segmento. No espaço, serão desenvolvidas atividades pedagógicas, capacitações em desenhos 3D com softwares livres, manuseio de impressoras 3D e programação para smartphones, além de outros módulos de estudos.

As turmas terão 15 alunos (usando máscara e álcool gel) com aulas todos os dias da semana | Foto: Divulgação/Sejus

“Eu agradeço a oportunidade de inaugurar, junto com tantas pessoas que pensam no bem comum, esse laboratório de robótica. Somos pioneiros nesse projeto de responsabilidade social e inclusão tecnológica, que representa mais uma chance aos jovens de reescrever a sua história de vida”, afirmou a secretária de Justiça Marcela Passamani, durante discurso.

O laboratório está na Unidade de Internação de Santa Maria e faz parte de uma parceria entre a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) e o Instituto Campus Party, implementado também pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), pelos programas “Passaporte para o Futuro” e “Include”.

“É muito gratificante estar aqui e fazer parte desta inauguração, que chegou para levar o conhecimento tecnológico aos jovens”, agradeceu o presidente da Campus Party, Francesco Farruggia, pela parceria.

Para o titular da Secti, Gilvan Maximo, o lançamento representa a cooperação entre as pastas do GDF. “Trazer esse laboratório não foi uma tarefa fácil, mas conseguimos, e vamos transformar Brasília em uma cidade inteligente, porque nos preocupamos com o próximo”, declarou.

Inicialmente, o projeto seguirá com duas turmas de 15 alunos, e as aulas serão administradas de segunda a sexta-feira. Devido a pandemia do novo coronavírus, não haverá compartilhamento de materiais eletrônicos e didáticos. Sendo, ainda, obrigatório o uso de máscara e álcool em gel.

Durante a cerimônia de lançamento do projeto, também estiveram presentes o subsecretário do Sistema Socioeducativo, Demontiê Alves Batista; o deputado distrital, Marcos Martins Machado; a diretora nacional do Campus Party, Sidiane Zanun e outros convidados.

 

*Com informações da Sejus

Fonte: Agência Brasília

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Most Popular

Samambaia recebe Museu Itinerante de Drogas até sábado (31)

Moradores de Samambaia podem visitar até este sábado (31) o Museu Itinerante de Drogas, da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). A ação...

FAP vai selecionar projetos de inclusão digital e social  

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) lançou a segunda chamada de 2021 do programa Desafio DF. A seleção pública...

Programas sociais mudam vidas e fortalecem a cidadania

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) é muito mais do que um conjunto de paredes de uma instituição pública. Nessas unidades...

‘Cidade da Segurança Pública’ vai emitir RGs em Samambaia

Durante a realização da Cidade da Segurança Pública (CSP) em Samambaia serão emitidas 160 carteiras de identidade aos moradores locais. O projeto da...