27.5 C
Brasília
Home Brasília ‘Agosto Dourado’ tem colore bancos de leite e maternidades

‘Agosto Dourado’ tem colore bancos de leite e maternidades

“Aconselho às mãezinhas que acabaram de ganhar seus bebês que não desistam; é lindo ver o bebê olhando para você, sentindo seu cheiro, o calor” Ana Carolina Oliveira, mãe recente

O Dia dos Pais de Carlos Lopes ganha mais um significado especial este ano. O pai do pequeno Samuel, nascido no último dia 4 no Hospital Regional de Sobradinho (HRS), comemora um domingo feliz ao lado da mulher, Ana Carolina Oliveira, a quem vem acompanhando desde a confirmação da gravidez, e mais ainda neste Agosto Dourado – nome da campanha criada para conscientizar a população sobre a importância de amamentar.

Carlos Lopes, com Ana Carolina e o recém-nascido Samuel: “Quero estar perto e ajudando minha esposa em qualquer dificuldade que possa surgir” | Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

“Quero estar perto e ajudando minha esposa em qualquer dificuldade que possa surgir”, diz ele. “O mais difícil, só ela poderá fazer, mas eu quero apoiar no que conseguir”. Ana Carolina também tem o que comemorar, pois, segundo relata, viveu uma experiência muito bem-sucedida com as equipes do HRS, que a orientaram no processo de amamentação do recém-nascido.

“Não foi fácil, mas, com a ajuda das enfermeiras, meu bebê pegou o jeito rápido e já está mamando da maneira correta”, conta. “Eu aconselho às mãezinhas que acabaram de ganhar seus bebês, assim como eu, que não desistam, porque é um momento lindo ver o bebê olhando para você, sentindo seu cheiro, o calor… isso é muito importante!”

Campanha ganha destaque

O primeiro leite que a mãe produz pode ser considerado uma “vacina” para o bebê, pois tem propriedades importantes para o sistema imunológico

As maternidades e bancos de leite das unidades da rede pública de saúde do Distrito Federal se encontram no clima do Agosto Dourado. Com balões, cartazes e adereços, os espaços foram decorados com a cor do movimento mundial.

“Unidades de saúde, maternidades e bancos de leite humano estão se mobilizando para essa data, e é isso que a Secretaria de Saúde deseja: que todos os profissionais estejam envolvidos tanto na divulgação quanto na orientação a cada paciente”, afirma a coordenadora de Políticas de Aleitamento Materno e dos Bancos de Leite Humano do DF, Miriam Santos.

As campanhas de divulgação e a decoração hospitalar já fazem parte da rotina anual dos servidores da Secretaria de Saúde (SES). As equipes multidisciplinares que atuam nessas unidades orientam as mulheres a amamentarem seus bebês logo após o nascimento.

Estudos evidenciam que a amamentação nas primeiras horas de vida da criança tem um efeito protetor. O primeiro leite que a mãe produz – o colostro, rico em proteínas e anticorpos –, pode ser considerado a primeira “vacina” do bebê, pois confere proteção e tem papel fundamental no desenvolvimento do sistema imunológico do recém-nascido.

O colostro tem uma cor amarelada, bem mais escura que a coloração normal do leite humano – poderia até ser chamado de “ouro líquido”, devido à importância para a saúde do bebê. Ana Carolina, assim como as equipes do HRS, sabe que o bem mais precioso é aquele que, neste momento, precisa tanto de seus cuidados e merece ser amamentado com todo amor.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Fonte: Agência Brasília

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments