- PUBLICIDADE -

Primeiras edições apontam sucesso do Rede Comunidade

Desde a sua instituição pela Portaria Nº 124, de 6 de março de 2024, o projeto Rede Comunidade, executado pela Secretaria de Atendimento à Comunidade (Seac) em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), vem transformando a atuação das organizações da sociedade civil (OSCs) no Distrito Federal. Com o objetivo de qualificar e capacitar gestores e voluntários dessas organizações, o projeto já realizou edições em Ceilândia, Riacho Fundo e Samambaia, obtendo resultados expressivos.

Cada edição do Rede Comunidade oferece 30 vagas e, até o momento, mais de 90 gestores e voluntários foram capacitados nas regiões mencionadas. As aulas, ministradas por especialistas do Sebrae, abrangem disciplinas pensadas para promover a eficiência e sustentabilidade das OSCs, incluindo formalização, projeto para entidade, prestação de contas, gestão de OSC, marketing digital e orientações para captação de recursos para emenda parlamentar.

Com vagas abertas para as próximas edições, gestores e voluntários de outras regiões administrativas do DF têm a oportunidade de se inscrever e participar do projeto | Foto: Divulgação/Seac-DF

A disciplina de formalização, por exemplo, auxilia as organizações a se estruturarem legalmente, garantindo acesso a benefícios e reconhecimento oficial. O módulo de projeto para entidade ensina os participantes a elaborarem projetos eficazes, fundamentais para obter financiamento e apoio do governo. A prestação de contas é essencial para a transparência e credibilidade dos projetos sociais, enquanto a gestão de OSC proporciona ferramentas para administração adequada e íntegra. O marketing digital é abordado para ampliar a visibilidade das entidades nas redes sociais e outras plataformas online, e as orientações para captação de recursos por meio de emenda parlamentar e edital público são determinantes para o bom desempenho das atividades das OSCs.

Os impactos dessas capacitações já podem ser observados. Em Ceilândia, as OSCs relataram melhorias significativas na organização e gestão de seus projetos, resultando em maior rendimento e alcance das ações. No Riacho Fundo e em Samambaia, foi relatado pelos alunos participantes que a confiança da comunidade em relação às atividades prestadas pelo projeto social aumentou após orientações sobre transparência. Além disso, várias organizações expuseram que o curso proporcionou mais conhecimento sobre redes sociais, o que provocou um aumento na adesão de novos voluntários e doadores.

Os participantes são selecionados por ordem cronológica, após a aprovação da documentação enviada no ato da inscrição, e os nomes dos matriculados são divulgados no site da Seac

A secretária de Atendimento à Comunidade, Clara Roriz, destaca a importância do projeto. “O Rede Comunidade não apenas capacita, mas também fortalece as OSCs, criando uma rede de apoio e colaboração que potencializa os resultados de cada entidade. O feedback das edições já realizadas tem sido extremamente positivo, mostrando que estamos no caminho certo.”

Com vagas abertas para as próximas edições, gestores e voluntários de outras regiões administrativas do DF têm a oportunidade de se inscrever e participar do projeto. As inscrições podem ser feitas presencialmente na unidade da Seac localizada no Anexo do Palácio do Buriti – sala 104, ou de maneira virtual neste site, dentro do período estabelecido no edital. Os participantes são selecionados por ordem cronológica, após a aprovação da documentação enviada no ato da inscrição, e os nomes dos matriculados são divulgados no site da Seac.

A expectativa é que, ao longo dos três anos de vigência do projeto, as 1080 vagas oferecidas possibilitem uma ampla capacitação das OSCs em todo o Distrito Federal, promovendo um desenvolvimento sustentável e impactante nas comunidades locais. Com o sucesso das edições já realizadas, o Rede Comunidade segue como uma base relevante para a transformação social no DF.

*Com informações da Secretaria de Atendimento à Comunidade do Distrito Federal (Seac-DF)

Fonte: Agência Brasília

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -