- PUBLICIDADE -

Condenados por crimes contra a mulher no DF serão monitorados por aplicativo

A ferramenta, que está em fase de teste, está sendo financiada pelo GDF e tem apoio da PMDF

Por Redação

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou mais um investimento no âmbito da segurança pública, em especial, às mulheres. Trata-se de um aplicativo (App) que vai permitir monitorar possíveis agressores e autores de violência doméstica, que tenham sido condenados pela justiça e que estejam sob uso de tornozeleira eletrônica. Por monitoramento do Centro de Operações da Polícia Militar, o App vai controlar a movimentação dos suspeitos.

 Assim que o equipamento detectar que o agressor ultrapassou a área de exclusão – geralmente demarcada pelas Varas de Violência Doméstica e Familiar ou pelos Tribunais do Júri do Distrito Federal – será emitido um sinal para mulher informando-a sobre a aproximação. O possível agressor, também será notificado de que ele está ultrapassado a área delimitada.

Essa é mais um medida que o GDF encontrou para tentar diminuir os casos de feminicídio na capital federal que, segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP-DF), teve no primeiro semestre deste ano 15 casos de feminicídio. O resultado mostra um redução em relação ao período homólogo, quando 33 mulheres foram assassinadas apenas por serem do sexo feminino.

“Instrumentos como esse aumentam a sensação de segurança dessas vítimas, permitindo que elas retomem suas atividades de rotina sem que a violência as aprisione”, afirma o subsecretário de Prevenção à Criminalidade do DF, Manoel Arruda.

O App ainda está sendo testado, mas deve ser lançado ainda este ano. Quando estiver em pleno funcionamento, a ferramenta vai permitir que a movimentação dos agressores seja pré-determinadas pela vítima, como locais de trabalho e residências.

Com o novo serviço, o raio de aproximação deverá ser respeitado em qualquer área do Distrito Federal. “O uso desse tipo de tecnologia será uma alternativa importante para garantir resposta rápida das forças de segurança aos casos de violência contra a mulher”, garante o secretário da SSP-DF, Anderson Torres.

Fonte Capital Soberana

- PUBLICIDADE -

Últimas

Riacho Fundo terá mutirão de vacinação contra a gripe neste sábado (2), informa Secretaria de Saúde

Por Fernanda Santos A Secretaria de Saúde do Distrito Federal...

Prazo para regularização de clubes e outras entidades encerra no dia 7 de julho, informa Terracap

Por Fernanda Santos A Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) informa...
- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Riacho Fundo terá mutirão de vacinação contra a gripe neste sábado (2), informa Secretaria de Saúde

Por Fernanda Santos A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informa que, neste sábado (2), em Riacho Fundo, será feito um mutirão durante o...

Pessoas com mais de 35 anos já podem receber a segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19 a partir desta sexta-feira (1º)

Por Fernanda Santos A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informa que a segunda dose de reforço da vacina contra a covid-19 está disponível,...

Prazo para regularização de clubes e outras entidades encerra no dia 7 de julho, informa Terracap

Por Fernanda Santos A Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap) informa que o prazo para ocupações históricas de clubes e outras associações e entidades sem fins...