- PUBLICIDADE -

GDF promove reforma no Cine Itapuã, do Gama

Com aporte de mais de R$ 460 mil, a obra foi iniciada em outubro de 2021; reinauguração está prevista para o primeiro semestre de 2022

Após anos de abandono, o Cine Itapuã do Gama entrou para o rol de espaços culturais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) e transformou-se em um grande canteiro de obras. Nesta segunda-feira (10), o secretário em exercício, Carlos Alberto Júnior, conferiu de perto o andamento das obras estruturais do cinema. A reforma é o pontapé inicial para a reativação do espaço. A primeira etapa será concluída ainda em janeiro.

Com o aporte de R$ 463.355,04, a pasta iniciou a obra em outubro de 2021, com os serviços de manutenção do telhado, impermeabilização de todas as paredes e pintura da fachada frontal da edificação. Após a conclusão dessa etapa, a Secec cuidará de questões de acabamento da sala e da licitação para aquisição de mobiliário e equipamentos tecnológicos para a exibição dos filmes. O Cine Itapuã deverá ser reinaugurado ainda no primeiro semestre de 2022.

“Devolver um espaço desta magnitude para a população é estimular a formação de novos públicos e o exercício da cidadania para as próximas gerações”Carlos Alberto Júnior, secretário de Cultura em exercício

“Estamos diante de uma grande joia do Gama e do Distrito Federal. Esse espaço carrega consigo um baú de memórias afetivas desse povo ativamente cultural. Para garantir a segurança da edificação, a Secec investiu na parte estrutural para a primeira fase das obras, uma vez que o prédio estava colapsando”, aponta o secretário em exercício, Carlos Alberto Júnior.

Localizado na Praça Lourival Bandeira, o cine-teatro foi um marco para os movimentos culturais do Gama, transmitindo de modo simultâneo filmes do Festival de Brasília de Cinema Brasileiro (FBCB). O local, que é vanguarda do cinema candango, sofreu com anos de abandono. Fechado definitivamente desde 2005, o Cine se tornou alvo de queixas recorrentes da população local, que ficou sem cinema na cidade.

Após visita técnica realizada pelo secretário de cultura, Bartolomeu Rodrigues, a Administração Regional do Gama formalizou o pedido de apoio da pasta, tanto para a reforma, quanto para assumir a gestão e programação cultural de um dos espaços mais significativos do DF. Após tratativas assertivas, o Itapuã passou a ser de responsabilidade total da Secec no fim de agosto. Com os problemas estruturais diagnosticados, as portas do local foram reabertas para finalmente restaurá-lo.

“Devolver um espaço desta magnitude para a população é estimular a formação de novos públicos e o exercício da cidadania para as próximas gerações”, arremata Carlos Alberto.

O antigo cinema, que já foi o segundo maior do Distrito Federal, tem capacidade para 500 pessoas e recebia apresentações teatrais e shows. Fundado em 1963, o cinema era referência na cidade de quase 150 mil habitantes, que não possui outro espaço cinematográfico.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

Continue Lendo

Programas habitacionais no DF vão atender mais de 64 mil pessoas

Desde 2019, Ibaneis Rocha entregou 3,4 mil moradias e, até o fim de 2022, mais 6,1 mil famílias vão ter o próprio lar Ofertar moradia...

Ibaneis estuda atender 80 mil famílias no DF com o Cartão Prato Cheio

Afirmação foi feita em entrevista à CNN Brasil, ocasião em que o governador defendeu os programas sociais e a atuação durante a pandemia O governador...

Cinquenta boxes da Feira Permanente do Riacho Fundo II vão ser licitados pelo Governo do Distrito Federal

Dos 108 boxes da feira, 58 já estão ocupados; concorrência será por maior lance ou oferta Cinquenta boxes da Feira Permanente do Riacho Fundo II...